ETIAS: brasileiros precisarão de autorização para ir a Europa

Autor: Giovanna Simonetti

O Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem (ETIAS, em inglês) passará a valer em 2021. Saiba quais países exigirão, preço e mais

Dos muitos atrativos que a Europa é capaz de elencar, a facilidade de não precisar de visto é sem dúvida um apelo e tanto. Porém, com o intuito de aumentar a segurança do território, os 26 países signatários do Tratado de Schengen passarão a exigir uma autorização eletrônica.

ETIAS (Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem) é definido como um visto não tradicional e a partir de 2021 todos os cidadãos provenientes de países já isentos de visto para viajar pela Europa – Brasil e outras 14 nações latino-americanas – precisarão providenciá-lo antes de sair de casa. A seguir, tudo o que você precisa saber emitir o seu.  

Como faço para adquirir o ETIAS? 

Os viajantes precisarão preencher um formulário online, onde deverá ser informado dados pessoais – nome, endereço, e-mail, número de passaporte válido, nível de escolaridade, emprego –, se tem parentes na Europa, o país de entrada da viagem e outros países que pretende visitar. Além disso, o solicitante ainda precisa responder um questionário de segurança e saúde, para esclarecer seus antecedentes criminais e condições médicas.

As informações serão checadas pela bases de dados de segurança da União Europeia, como a Interpol. 

 → Taxa: 7 euros (cerca de 31 reais). Menores de 18 anos são isentos do pagamento. 

→ Prazo: A organização promete que o pedido será analisado em questão de “minutos” e, se aprovado, é enviado diretamente por e-mail. Se for preciso de mais consulta, o processamento pode demorar de 96 horas a duas semanas. Caso negado, o solicitante pode recorrer da decisão. 

→ Verificação: O viajante precisa mostrar a autorização digital junto com o passaporte ao entrar no continente. Companhias aéreas e marítimas estão autorizadas a checá-la.

→ Validade: O ETIAS é válido por 3 anos, ou até o vencimento do seu passaporte – o que acontecer primeiro. 

Quem precisa pedir a autorização?

Cidadãos de países que já não precisavam de visto para entrar na União Europeia. Além do Brasil, nações como Argentina, Peru, Chile, México e Colômbia precisarão solicitá-lo. 

Para quais países é preciso ter o ETIAS? 

Para os países integrantes do Tratado de Schengen, um acordo que garante livre circulação de pessoas, bens, serviços e capitais entre os membros. São 26: 

  • Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.

Apesar do Reino Unido ainda fazer parte da União Europeia, ele não é membro do Tratado de Schengen e, portanto, mantém suas próprias regras de visitação. 

Qual o motivo da criação do ETIAS? 

Autoridades europeias afirmam que o ETIAS é uma forma de aumentar a segurança interna de seus países, especialmente contra problemas decorrentes do terrorismo e da crise migratória. 

Com o cadastro dos viajantes, os governos conseguem saber quem atravessa suas fronteiras (antes mesmo de chegarem) e, consequentemente, ter mais controle sobre seu território. Ao cruzar informações com as bases de dados como da Interpol, eles afirmam conseguir identificar ameaças à segurança e pessoas com potencial de migração irregular

Dessa forma, essas nações europeias têm o objetivo de impedir imigração ilegal, evitar que estrangeiros permaneçam em excesso e trabalhem ilicitamente e, também, reduzir atrasos nas fronteiras.

Fonte: Viagem e Turismo