Fique por dentro dos requisitos para conseguir o visto de administrador

Com a globalização, o fluxo de profissionais entre os países está cada vez maior. Isso faz com que diversos administradores, gestores e executivos cheguem ao Brasil para trabalhar no território nacional, necessitando de um visto permanente para morar no país.

É aí que entra o visto de administrador, criado especificamente para atender às demandas dessas pessoas. Quer saber o que é e quais são os requisitos desse tipo de visto? Então continue a leitura e descubra agora mesmo!

O que é o visto de administrador?

Com a globalização e abertura do mercado brasileiro para a entrada de capital internacional, muitas multinacionais começaram a criar sedes no Brasil. Porém, para que o processo de internacionalização seja bem-sucedido, é importante que essas empresas convidem executivos e gestores para implementar a nova cultura e negócio em terras brasileiras.

É exatamente dessa necessidade que surgiu o visto de administrador. Ele é voltado para administradores, gestores, gerentes ou executivos, ou seja, pessoas com poderes de gestão. Ele é regulamentado pela Resolução Normativa nº 62, criada em 2004, e sofreu algumas alterações em 2017, pela Resolução Normativa nº 127 e nº 11, ambas criadas pelo Conselho Nacional de Imigração.

Portanto, esse é um visto específico para pessoas que atuam nesse tipo de atividade dentro de empresas que investem no território brasileiro. A duração é de 5 anos, inicialmente, podendo ser renovado e, até mesmo, solicitado o visto permanente, independentemente do vínculo com a empresa de origem.

Por que o visto de administrador é importante?

O visto de administrador é extremamente importante, tanto para os negócios brasileiros ou que possuem sede no país, quanto para os profissionais.

Em primeiro lugar, ele é essencial para que o administrador ou gerente exerça suas funções e ocupem cargos em empresas no Brasil. Isso porque, para trabalhar em território nacional, o imigrante precisa adquirir um visto de trabalho, processo que pode ser bastante demorado e burocrático.

Com a criação do visto de administrador, em vez de solicitar um visto geral, o profissional pode se inscrever para o visto específico para as atividades por ele desempenhadas, agilizando todo o processo.

Além disso, é possível solicitar um visto permanente, o que permite que o executivo permaneça em território nacional o tempo que for necessário e desejado. Isso evita uma série de burocracias relacionadas à renovação do visto ou comprovação de atividade dentro da empresa.

Isso traz diversos benefícios, em diferentes níveis. O profissional que chega ao país tem sua situação regulamentada e pode atuar no cargo de gestão de forma simples e legalizada. Já a empresa pode contar com executivos e administradores de outras sedes, situadas em terras internacionais. Isso garante qualidade nos processos internos e coerência de atividades e cultura entre as diversas sedes do negócio.

Por fim, esse visto abre espaço para que as empresas entrem no país e movimentem a economia local. Dessa forma, potencializa a economia brasileira, trazendo investimentos de fora para dentro do Brasil.

Quais são os requisitos para conseguir o visto de administrador?

Diante da importância do visto de administrador, é essencial que você saiba quais são os requisitos e obrigações para garantir esse direito. Descubra agora os principais deles.

Investimento no Brasil

O primeiro requisito para adquirir o visto de administrador é relacionado ao investimento que deve ser realizado no Brasil. Nesse aspecto, duas modalidades são permitidas.

A empresa pode investir um valor mínimo de R$ 600.000,00 em moeda estrangeira no território nacional, Outra opção é o investimento individual do profissional que solicita o visto, que deve ser de, no mínimo, R$ 150.000,00. Nesse caso, ele ainda precisa comprovar que gerou, no mínimo, 10 novos postos de trabalho em 2 anos de atuação no país.

Ambos os investimentos precisam ser comprovados pela Tela do Quadro Societário Atual, do sistema do Banco Central — chamado de SISBACEN. Também é exigida a apresentação do contrato de câmbio emitido pelo banco que recebeu o investimento.

Comprovante da função

Para solicitar o visto, o profissional também precisa comprovar que a função a ser exercida está relacionada com a gestão da empresa. Dessa forma, é importante registrá-la no órgão competente e a permanência do visto fica condicionada ao execício dessa atividade enquanto durar o contrato estabelecido com o profissional.

Vínculo com a empresa

Inicialmente, o visto de administrador fica vinculado à função e empresa que solicita o profissional. Isso significa que qualquer mudança de cargo ou organização deve ser solicitada junto com os órgãos competentes e só pode ser realizada após a aprovação.

Indicação do cargo

Existem alguns documentos que são exigidos para que o profissional comprove a necessidade do visto de administrador. Entre eles, está a indicação do imigrante para exercer o cargo, que deve ser registrada no Banco Central, de forma a comprovar que ele tem poderes de gestão dentro da empresa. Caso a organização atue com serviços aéreos, esse procedimento deve ser feito junto à Anac.

 

Fonte: BR | Visa